26 de março de 2020

Avalie o impacto e planeje a estabilização financeira da sua empresa

Confira as atualizações na legislação e guidelines de planejamento que lhe ajudarão a avaliar o impacto da crise do Covid-19

  Recebemos diariamente questionamentos de nossos parceiros e clientes sobre a Gestão de seus Caixas nessa crise. 

  A falta de movimento, vendas e fluxo de caixa, demanda de todos os negócios uma nova análise do planejamento financeiro. Pensando nisso, escrevemos esse texto para lhe ajudar.

  Todos temos compromissos com funcionários, fornecedores e impostos. Mas, quais são as medidas que podem ser tomadas, levando em consideração os incentivos governamentais, que ajudarão a sua empresa nesse momento?

 Criamos um Report, onde estamos atualizando diariamente as mudanças legislativas em todas as áreas aplicadas às empresas, como Tributação, IPI, PGNF, legislação Trabalhista, entre outras, apresentando suas devidas fontes e implicações.

 Você consegue acessá-lo no link abaixo, e fique a vontade para utilizá-lo como suporte e fonte de informação:

 Mas, mesmo assim, listamos aqui algumas medidas apresentadas até o momento da edição deste artigo, e recomendamos que os empregadores também mantenham seus colaboradores informados das medidas que cabem à eles.

Para dar mais capital de giro para as empresas, o governo suspendeu por três meses o prazo para empresas pagarem o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e também a parte referente à parcela da União no Simples Nacional;

 

Liberou mais R$ 5 bilhões de crédito para as micro e pequenas empresas pelo Programa de Geração de Renda (Proger). A quantia será repassada aos bancos públicos para que eles concedam empréstimos voltados a capital de giro;

 

Contribuições devidas ao Sistema S sofrerão redução de 50% por três meses; (verifique os prazos em nosso Report)

 

IPI para bens produzidos internamente ou importados, que sejam necessários ao combate do Covid-19 será cortado; A Receita Federal simplifica despacho aduaneiro de produtos de uso médico-hospitalar destinados ao combate da Covid-19; (verifique quais produtos em nosso Report)

 

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) suspenderá atos de cobrança e facilitará a renegociação de dívidas em decorrência da pandemia; 

 

Criação do Programa Antidesemprego. A adoção das seguintes medidas: teletrabalho, antecipação de férias individuais, decretação de férias coletivas, adoção e ampliação de banco de horas, redução proporcional de salários e jornada de trabalho, antecipação de feriados não religiosos, além do diferimento do recolhimento do FGTS (Instrumento Legal: Medida Provisória) durante o estado de emergência, que já havia sido anunciado;

(verifique os textos legais em nosso Report)

 

O Ministério da Economia também abriu edital para pessoas físicas e jurídicas doarem produtos médicos e hospitalares de prevenção ao coronavirus como máscaras, álcool em gel e termômetros digitais. As doações poderão ser entregues em qualquer localidade do país. Para ajudar, os interessados podem se inscrever pela internet (pelo e-mail: seges.central.doacao@planejamento.gov.br, via protocolo eletrônico, ou via  peticionamento eletrônico) ou fazer a entrega direta na sede do Ministério, em Brasília, até às 18h, do próximo dia 31 de março.

 

Suspensão temporária de pagamentos de parcelas de financiamentos indiretos para empresas;

 

Ampliação do crédito para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs), por meio dos bancos parceiros;

 

Criação da plataforma Todos por Todos, para que empresas, entidades e associações, além dos órgãos públicos, possam agora oferecer serviços e produtos gratuitos ou em caráter de emergência. A página é acessível pelo link www.gov.br/todosportodos e concentra uma rede voltada aos cidadãos para que todos possam ter acesso aos serviços e informações sobre a pandemia da Covid-19 (coronavírus).

Suspensão do pagamento, por seis meses, das dívidas dos estados com a União;

Receita Federal suspendeu prazos para práticas de atos processuais e procedimentos administrativos e restringiu, até 29 de maio, o acesso a vários serviços, mediante agendamento prévio obrigatório. Além disso, estabeleceu novas regras para o atendimento presencial, em caráter temporário. 

 

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e a Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil (RFB) prorrogaram o prazo de validade:

– das Certidões Negativas de Débitos relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União (CND) 

– e das Certidões Positivas com Efeitos de Negativas de Débitos relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União (CPEND). 

(verifique os moldes estabelecidos em nosso Report)

Os valores não sacados do PIS/Pasep serão transferidos para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para permitir novos saques;

 

Será antecipado para junho o pagamento do abono salarial; 

 

Renegociação facilitada  de operações de créditos de empresas e de famílias;

 

Reforça o Bolsa Família, destinando R$ 3,1 bilhões para a ampliação do número de beneficiários do programa;

 

Suspensão, por 120 dias, da exigência de recadastramento anual de aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis, e também da realização de visitas técnicas, para comprovação de vida;

 

Criação de um auxílio emergencial no valor R$ 200, por pessoa, durante três meses, para apoiar trabalhadores informais, desempregados e microempreendedores individuais (MEIs) que integrem família de baixa renda. (Esse auxílio emergencial não pode ser acumulado com benefícios previdenciários, Benefício de Prestação Continuada (BPC), Bolsa Família ou seguro-desemprego);

 

Todos os trabalhadores que recebem até dois salários mínimos e tiverem redução salarial e de jornada receberão uma antecipação de 25% do que receberiam mensalmente caso solicitassem o benefício do seguro-desemprego;

 

Para requerer o auxílio emergencial de R$ 200 – voltado a trabalhadores informais, desempregados e microempreendedores individuais que integram família de baixa renda – não será necessário se inscrever no CadÚnico. Para aqueles que não estão inscritos, serão utilizados os dados do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), o banco de dados do trabalhador adotado pela Previdência;

 

Os segurados do INSS também devem evitar ir aos bancos para sacar seus benefícios. O INSS está negociando com os bancos a facilitação das movimentações virtuais, de modo que os benefícios possam ser sacados em caixas eletrônicos. Além disso, o governo vai facilitar o saque por terceiros, como filhos e netos, por meio de procuração pública, sem as obrigações geralmente exigidas pelo INSS.

E existem ainda pleitos não analisados, visando a prorrogação de validade de Certidões de Regularidade Fiscal e adiamento do prazo de entrega de IRPF.

Todas as atualizações e concessões são disponibilizadas no site no Ministério da Economia diariamente.

Dominando os Impactos

 Entendemos que não há dúvidas sobre a queda substancial do PIB de todos os países afetados, trazendo impactos às contas públicas e desestabilidade financeira à população mundial.

 Todas as empresas, sem exceção, sofrerão pesadamente os efeitos da crise direta ou indiretamente. Mas, em tempos como esse, listar prioridades e adequar o seu planejamento financeiro são atitudes essenciais e urgentes.

Sendo assim, seguem alguns Guidelines:

  • A prioridade devem ser os salários e a preservação da equipe

    Afinal, essa crise vai passar e os negócios voltarão a fluir, sendo necessário ter o capital humano preservado. Aumentar o desemprego deverá piorar a situação nacional, fazendo crescer o exército de 12 milhões de desempregados já existentes.

  • Os contratos com fornecedores devem ser revisados

    Somente pagamentos essenciais devem ser acertados, mas sempre levando em consideração a saúde financeira de seu fornecedor, que como você, também sustenta uma cadeia de funcionários.

  • Reduza todos os gastos não essenciais

    E adeque os valores de despesas corporativas com a realidade de seus funcionários (que em sua maioria ficarão em casa).

  • Se atente ao pagamento de dívidas ou empréstimos bancários

    Esses poderão ser postergados por 60 dias.

  • Liste as oportunidades e ações pós crise e as repasse para o time

    Entender como o seu negócio irá se adequar para sobreviver poderá trazer não só efeitos nas contas, mas na estabilidade emocional dos seus líderes.

  • Não conte com o dinheiro de contratos ainda não fechados

    Alguns clientes que sofrerão com grande impacto, e existe a possibilidade deles também reverem as necessidades de contratação ou de postergação de pagamentos.

  • Reveja o que realmente é essencial para a sua sobrevivência e a atuação de seu time

    Nesse momento é bom entender quais medidas podem ser melhor recebidas pelo seu time, e ouvir abertamente as devidas críticas e sugestões.

  • Esclareça a situação para todos os que dependem de você

    Se o seu negócio está em condições alarmantes, o diálogo com seus funcionários é a melhor atitude. Sensibilidade durante a crise é a ponte para um bom relacionamento e a confiança de quem trabalha com você.

 

QUER SABER MAIS?

  Nessa semana também liberamos um Guia do Planejamento Financeiro Empresarial, para que você evite erros e siga a melhor metodologia para o seu negócio. Acesse no link abaixo:

 

 Também recomendamos aos empresários que mantenham a calma e a sensatez, pois a grande maioria das empresas do mundo estão passando pela mesma situação.

  Ações rápidas e racionais devem ser tomadas, pois agir por comoção pode trazer impactos catastróficos em um futuro próximo, em que todo o capital parado retornará ao seu movimento normal.

  Lembrando que a repercussão é mundial, todas as manchetes internacionais discursam e preveem transformações positivas e negativas na economia. Como as da revista internacional POLITICO, que aponta 34 modos em que o mundo irá mudar permanentemente. 

 E para reforçar os nossos conselhos, listamos diversas fontes de informação internacional, as quais recomendam exatamente o que discutimos acima: calma, racionalidade e planejamento.

Forbes: Sobrevivência do Negócio em tempos de Coronavírus

The Economist: como se proteger da queda do Coronavírus

Dicas Geekwire para a sobrevivência das empresas em meio ao Coronavírus

Dicas Deloitte: Gerenciando o Fluxo de caixa na crise 

Forbes: A atitude da liderança ao coronavírus

Matérias Delloite para combater a crise do Covid-19 com resiliência

 Se você ainda está inseguro, clique no link abaixo e agende uma análise com nossos especialistas, preparados para interpretar os impactos dessa crise no seu negócio.

A Value está ao seu lado para dimensionar e estabilizar os seus impactos.

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit
Digg
Telegram
WhatsApp
Programa Treinee
Click or drag a file to this area to upload.
Click or drag a file to this area to upload.
Trabalhe Conosco
Click or drag a file to this area to upload.
Click or drag a file to this area to upload.

Quer encontrar o investidor perfeito para o seu negócio?